Concluído

Saúde pública
Número de Protocolo:

60cb9ae722784

O centro de Reprodução Humana da Maternidade escola Januário Cicco, está com os serviços praticamente parado. Vários casais estão na lista de espera há anos, tendo nisso, uma única opção de tratamento, visto o alto custo na rede privada. Eu e mais centenas de mulheres fazemos parte dessa espera desgastante e angustiante em busca de tratamento para a infertilidade conjugal, que faz parte da saúde familiar. Além do tempo de espera, não sentimos transparência no que diz respeito a fila. Há mais de um ano estão chamando os inscritos em 2017, e não sabemos quantos faltam, muito menos previsões para o inicio dos anos sequentes. A resposta é sempre a mesma e o sistema não anda! Estamos cansadas e desgastadas, pois a infertilidade atinge outras áreas que não está ligada apenas a saúde do corpo. Existe um leque de doenças e sintomas que vem agregados a doença. Infelizmente o sistema de saúde é lento e falho, no entanto acreditamos que lutar por nossos direitos como cidadãs, é o melhor caminho para não desistir. Queremos transparência, queremos uma força tarefa, queremos posicionamento, queremos sentir que o SUS pode ser a ferramenta para a concretização de muitas famílias.

Av. Nilo Peçanha 259

Linha do tempo

  • Reclamação Cadastrada

Repostas

Maternidade Escola Januário Cicco

  • Olá, cidadã, bom dia!

     

    Inicialmente, informamos que a Maternidade Escola Januário Cicco está entre os 40 hospitais universitários federais geridos pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Desta forma, os trâmites para análise das demandas de ouvidoria seguem o previsto no Decreto 9.492/2018 e na Portaria CGU 581/2021, inclusive quanto aos canais de entrada, formas de tratamento, prazos etc.

     

    Nesse sentido, para ter a sua questão analisada individualmente, com a devida proteção aos seus Direitos, inclusive quanto à proteção de seus dados pessoais sensíveis, você deverá realizar o registro através da Ouvidoria da própria Maternidade.

     

    Acrescentamos que, preferencialmente, o canal de entrada para registro de demandas de ouvidoria é o sistema Fala.Br, disponível através do seguinte link: https://falabr.cgu.gov.br/

     

    Trata-se de uma plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação, desenvolvida pela CGU e de uso obrigatório por todos os órgãos e entidades do Poder Executivo federal para registro de manifestações de ouvidoria. Caso tenha qualquer dificuldade, a senhora pode entrar em contato com a Ouvidoria da Maternidade através dos seguintes contatos:

    Telefone: (84) 3215-5243

    E-mail: ouvidoria.mejc@ebserh.gov.br

    Endereço: Av. Nilo Peçanha, 259 - Petrópolis, Natal - RN, 59012-310.

     

     

    Atenciosamente,

     

    Ouvidoria-Geral da EBSERH

    Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

    Tel: (61) 3255-8298

    Setor Comercial Sul - SCS, Quadra 09, Lote C
    Ed. Parque Cidade Corporate, Bloco C - 3° andar

    Cep: 70308-200 - Brasília/DF

    Site: http://www.ebserh.gov.br/

     

    cid:image001.png@01D0B7F9.56A09A90